como-desempacar

Como desempacar: dicas para resolução de tarefas complicadas

Compartilhe!

Como desempacar: dicas para resolução de tarefas complicadas

A sensação de ficar empacado numa tarefa é muito desmotivadora e não importa o seu ramo de atuação, andar em círculos e ver a solução de algum problema não surgir mesmo depois de dedicar um bom tempo se esforçando nos frustra.

Nessas horas não adianta insistir. O melhor a fazer é tentar uma nova abordagem, criar ideias novas, percorrer novos caminhos rumo à resolução do problema.

 

Experimente perguntar

Uma das maneiras desempacar numa tarefa é fazer perguntas a si mesma acerca do problema ou questão que você precisa resolver. Vamos supor que a minha tarefa seja conseguir escrever um post novo para o  blog, contudo apesar de vários temas voarem pela minha cabeça não consigo capturar nem um deles e dizer : é esse!

Alguma perguntas que podem me ajudar a sair desse impasse:

  • Como essa postagem ajudará meus leitores?
  • Qual a mensagem que quero passar?
  • Esse texto se encaixa em alguma categoria do meu blog?
  • Estou publicando sobre esse assunto só porque não tenho nada para para publicar?

Quando você tiver a impressão de estar dando socos no ar,  tente levar seu cérebro para um nível de expedição mesmo, explorando o máximo de possibilidades que a ajudem a resolver o problema e subir mais um degrau na consecução da tarefa.

Faça as coisas de forma diferente

como desempacar

Há uma frase que diz : Não espere resultados diferentes se você continua fazendo a mesma coisa. Analisando essa frase pelo viés científico/fisiológico se você faz a mesma coisa do mesmo jeito sempre, o seu cérebro cria uma rotina automática.

Dessa forma, nosso cérebro economiza energia, porque pensar consome muita. Mas se forçarmos um pouquinho esse mecanismo, obrigaremos o nosso cérebro a sair da zona de conforto e é nessa hora que a mágica acontece.

No momento, além de escrever nos meus blogs , estudo para concursos. Diminuí um pouco ritmo de postagens, pois não queria deixar de escrever, mas preciso me dedicar mais aos estudos se realmente quiser mudar. No momento tenho duas possibilidades: continuar na minha área, mas na função de gestora ou partir para outra função mesmo. Estou em oração para decidir com sabedoria.

Essa foi uma das metas que propus a mim mesma para o ano seguinte. Falei sobre isso no post anterior (você pode conferir clicando aqui).

 

Uma prática que tem me ajudado a aprender mais o conteúdo é explicá-lo a outra pessoa. Eu e meu marido temos sido cobaia um do outro nesse sentido e quando saímos do método tradicional de ler, resumir e resolver questões e começamos a explicar um  para o outro, notamos que o aprendizado foi muito melhor e consistente.

A partir disso  ideias de como aprender melhor foram surgindo. Comecei a usar fitas coloridas para categorizar conteúdos e ficou tudo mais organizado. Os mapas mentais, que haviam sido esquecidos por mim também foram incorporados. Dessa forma, eu consegui desempacar no estudo de Direito Constitucional rsrs.

Quando a abordagem tradicional para um problema ou questão não está funcionando, implementar uma nova abordagem faz nosso cérebro ir um pouco além do habitual e os resultados são muitos melhores.

Mude o foco por um pouco de tempo

Quando a coisa não anda de jeito nenhum (nessas horas lembro de alguns problemas de cálculo que não conseguia resolver) tente mudar o foco para um tipo de tarefa diferente, durante algum tempo, antes de retornar ao problema original. Às vezes, a melhor de forma de encontrar a solução para um determinado problema é não pensar nele durante algum tempo.

Tente deixar de lado , por um tempinho, aquela tarefa complicada, depois de ter passado tempo suficiente e não ter conseguido êxito. Ocupe-se com outra coisa e você verá que quando retornar à tarefa, ela estará menos complicada e você terá insights que a ajudarão a resolver o que não certo no início.

Às vezes, nosso cérebro só precisa de um pouco de espaço, de descanso, para processar o problema, mas nossa ânsia de resolver de uma vez e o mais rápido possível, nos priva de criatividade, de ter novas ideias e de fazer tudo de uma forma mais leve e frutuosa. Mas isso só funciona se você retornar à tarefa original.

 

Resumindo as dicas

Para desempacar , ou seja, para ser mais criativo na resolução de problemas, tarefas e evoluir na realização do que precisa ser feito,  compartilhei com vocês três dicas:

  1. Faça perguntas sobre o que você está fazendo;
  2. Tente fazer as coisas de um modo diferente;
  3. Mude o foco por um pouco de tempo (mas sem esquecer de retornar à tarefa original).

Gostaram das dicas? Espero que tenham sido úteis. Se achar que alguma amiga precisa ler essa postagem, compartilhe. Grata pela visita!

No Comments

Deixe seu comentário!