7 habilidades-profissionais-que-você-não-aprende-na-escola

7 habilidades profissionais importantes que você não aprende na escola

7 habilidades profissionais importantes que você não aprende na escola

 

As habilidades profissionais mais importantes (até mesmo para a vida pessoal) não são ensinadas nas escolas.Você já deve ter conhecido aquela pessoa que sabe muito sobre determinado assunto mas perde muitas oportunidades de se destacar porque não sabe “vender o seu peixe”.

Ou então, aquele colega que na época de escola não gostava muito de estudar e até tirava notas baixas, mas era comunicativo, se relacionava bem com as pessoas e na vida adulta se tornou um comerciante bem sucedido.

O mercado exige muito mais que diploma

São apenas dois exemplos, dentre vários, mas que servem para ilustrar o fato de que escola ainda é um lugar onde as pessoas aprendem apenas a memorizar informações e seguir ordens. Entretanto, o mercado de trabalho exige profissionais que tenham senso crítico, que saibam pensar por si mesmas, criar soluções, comunicar suas ideias, trabalhar em equipe, etc.

Nada disso se aprende nas escolas, que ainda seguem um modelo de educação da Era Industrial (quando havia demanda da indústria por funcionários e ser capaz de decorar instruções e seguir ordens, era o suficiente).

Veja a seguir 7 habilidades profissionais que não são ensinadas na escola (pelo menos não na maioria delas) e também a sugestão de alguns livros sobre cada assunto.

 

1 – Comunicação

comunicação

Saber se comunicar é imprescindível para qualquer profissional que queira se destacar no mercado de trabalho. Para quem é tímido, pode ser difícil, mas se a pessoa não se desafiar, suas oportunidades ficam limitadas.Algumas pessoas têm mais facilidade do que outras para se comunicar, mas é uma habilidade que pode ser aprendida e aperfeiçoada através da prática.

Como primeira opção de leitura, sugiro A Arte de Influenciar Pessoas, de John Maxwell.

Outros livros muito bons sobre o assunto são O segredo das Apresentações Poderosas – Roberto Shinyashiki e Como Falar em Público e Influenciar Pessoas no Mundo dos Negócios – Dale Carnegie

2 – Produtividade

multitarefa

Ser produtivo é uma habilidade extremamente importante e cada vez mais necessária nos dias de hoje.

Gerir o tempo, as diversas atividades e volume de informações é um desafio e quando você não dá conta, isso pode afetar a sua saúde e até mesmo os seus relacionamentos.Apesar disso, ninguém aprende a gerir o tempo e ser produtivo na escola e nem mesmo nas universidades.

Quem quiser aprender sobre produtividade, precisa buscar em cursos por fora (que aliás não tem um custo tão acessível).Por isso, bons livros podem ajudar, pelo menos para começar. Como primeira opção, sugiro

Os 7 Hábitos Das Pessoas Altamente Eficazes, de Stephen R. Covey.

É um livro que te ensina a ser produtivo da vida em geral, não só no trabalho. Já falei dele aqui no Emprelas.  Outros muito bons e também na mesma linha, são:

O Poder do Hábito – Charles Duhigg

Tríade do Tempo – Christian Barbosa

Trabalhe 4 horas por semana – Timothy Ferris

 

3 – Inteligência Emocional

Muitas empresas avaliam seus candidatos pelo Quociente Emocional ou Inteligência Emocional, uma habilidade muito importante mas que muitos nem sabem do que se trata.Inteligência Emocional é a capacidade de uma pessoa de reconhecer e avaliar os seus próprios sentimentos (e o dos outros) e lidar com eles.

Você pode ser muito competente no que faz, mas se não for capaz de lidar com as suas emoções e reagir de forma adequada, poderá minar oportunidades e até mesmo sua carreira.

Como disse o filósofo Aristóteles: “Qualquer um pode zangar-se – isso é fácil. Mas zangar-se com a pessoa certa, na medida certa, na hora certa, pelo motivo certo e de maneira certa – não é fácil.”

O melhor livro que posso indicar sobre o assunto é Inteligência Emocional, de Daniel Goleman.

4 – Persuasão

persuasão

Persuasão é uma habilidade que tem a ver com comunicação, mas coloquei aqui como uma habilidade diferente.Afinal, falar bem diante de um público é uma coisa, mas ter a capacidade de convencer alguém de comprar a sua ideia, é algo que vai mais além.

Quando se fala em vender algo, grande parte das pessoas tendem a imaginar um vendedor chato que tenta te convencer insistentemente a comprar algo que ela não precisa.

Mas se observarmos bem, de certa forma, estamos a todo momento negociando e tentando convencer alguém a fazer algo.Pode ser desde convencer a sua esposa (o) a ir a determinado restaurante até o seu chefe no trabalho de que a sua ideia é realmente boa e vale a pena executá-la.

Saber “vender o seu peixe” pode fazer toda a diferença na sua trajetória profissional e na sua vida em geral.

Sugiro a leitura de dois livros: As armas da persuasão: Como influenciar e não se deixar influenciar (Robert B. Cialdini) e Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas – Dale Carnegie.

5 – Criatividade

criatividade

Em um mundo cada vez mais automatizado por robôs e inteligência artificial, a capacidade de ser criativo, ter boas ideias e criar soluções inovadoras será cada vez mais necessário.

O grande erro da maior parte das pessoas é pensar que criatividade é algo com que a pessoa já nasce ou que é restrito somente a certas atividades como publicidade ou arte.

Mas na verdade, criatividade é algo que também podemos desenvolver, assim como as outras habilidades.Como dizia Steve Jobs, criatividade é somente conectar as coisas. É a capacidade de fazer associações e recombinações para criar algo novo, uma solução nova.

Um livro muito bom sobre o assunto e que recomendo fortemente é o Libertando o Poder Criativo, de Ken Robinson.

Outros livros que também sugiro são: Criatividade S.A. (Ed Catmull) e O Cérebro Criativo (Shelley Carson).

6 – Empreendedorismo 

empreendedorismo- habilidades profissionais

Empreendedorismo geralmente é associado a criação de negócios mas o seu significado  vai além disso.Empreender é a capacidade de ter iniciativa para realizar algo, algum projeto, seja o que for: desde se organizar para comprar uma casa ou fazer uma viagem até criar o seu próprio negócio.

Empreender é também pensar de forma crítica e ter ideias para criar uma solução diante de um problema ou obstáculo.Nada disso se aprende na escola. Pelo contrário, lá aprendemos somente a decorar fórmulas prontas e não a pensar em soluções.

É claro que o ato de empreender, também vai envolver outras habilidades como criatividade, inteligência emocional e comunicação. Se você não está familiarizado com o tema, sugiro a leitura dos livros: Geração de Valor, do Flávio Augusto e Empreendedorismo não se aprende na escola, de Robert Kyosaki.

Com eles,  você aprenderá sobre a mentalidade do empreendedor e como fugir do senso comum. Caso você já conhece sobre o assunto e quer aprender como empreender um negócio, sugiro esses livros:

Vai lá e faz – Como empreender na Era Digital e tirar ideias do papel – Tiago Mattos

O Segredo de Luísa e Oficina do Empreendedor – Fernando Dornelas

7 – Educação Financeira

educação-financeira- habilidades profissionais

Educação Financeira é uma habilidade que tem mais a ver com a vida pessoal, mas que deveria ser uma disciplina presente em todas as escolas.Os juros do cartão de crédito no Brasil são um dos maiores (senão o maior) do mundo  e no entanto, as pessoas saem da escola sem ter ideia de como funcionam os juros compostos.

Saber controlar o consumo por impulso, poupar, investir e almejar uma independência financeira, deveria ser uma instrução básica.A falta desse conhecimento, leva as pessoas a desperdiçarem seus recursos, seus esforços e limitarem suas vidas.

Se você nunca ouviu falar nesse assunto, mas quer ter o controle da sua vida financeira, recomendo esses dois livros:

Pai Rico, Pai Pobre (Robert Kyosaki e Sharon Lechter) e Os Segredos da Mente Milionária – T. Harv Eker. São livros que vão mudar a sua mentalidade sobre lidar com dinheiro.

Outros livros muito bons e com dica, digamos mais técnicas, são os do Gustavo Cerbasi, como Investimentos inteligentes e Dinheiro

Espero que esse post sobre essas 7 habilidades profissionais ajudem você, não apenas no seu trabalho, mas na vida em geral.

Gostou da postagem? Compartilhe com seus amigos e não esqueça de curtir nossa página no Facebook! Grande abraço!

4 Comments

  • Reply Gisley Scott agosto 12, 2017 at 10:32 pm

    Olha, a número 3, eu diria, é a que mais para o povo de ser bem sucedido profissionalmente! E com as redes sociais, as pessoas se sentem no direito de dizer tudo o que querem e pensam. Antigamente não podiam fazer isso, porque não havia quem lhes validassem. Hoje, ser emocionalmente insensato é algo hasteado como uma bandeira.

    Já vi profissionais reclamando de cliente, reclamando do networking, colocando seus desabores pessoais na rede, e mal sabem o quanto isso afeta sua imagem profissional. É necessário saber separar as coisas. Ser adulto é levar no queixo aqui e ali e seguir em frente.

    • Reply Daniele Leite agosto 16, 2017 at 12:46 pm

      Você frisou bem Gisley: ser emocionalmente insensato parece que virou moda.
      A nossa image profissional, principalmente nesse mundo em rede deve ser transparente, mas jamais irresponsável. Ser adulto é isso mesmo que você disso, é saber engolir alguns sapos e seguir em frente. Faz melhor quem faz assim.

  • Reply Isabel Borgert agosto 27, 2017 at 12:37 pm

    Sabe Dani muitas vezes também pagamos um preço por ser sensatos demais.
    Muitas empresas selecionam seus funcionários de maneira absurda depois os colocam em situações delicada. Tenho presenciado isso no meu dia a dia..Muitos por falta de opção compactuam desta coisa absurda..
    Muitas vezes o profissional entra no esquema ou cai fora.
    Fiquei curiosa para conseguir os livros indicados.
    bjs bom domingo

    • Reply Daniele Leite agosto 29, 2017 at 8:33 pm

      É verdade Isa, ou anda conforme a música ou é posto para fora. Eu, apesar de trabalhar no setor público, que é um pouco menos pior, tenho que aguentar tanta coisa. Já tive que afastar por excesso de estresse, pois adoeci e tive síndrome do pânico. Agora imagina quem não pode fazer isso? É cruel! Por isso precisamos nos preparar para ou trabalharmos nas melhores empresas ou montar a nossa. Bjs!

    Deixe seu comentário!